conhecaosprincipaisindicadoresdedesempenhonaareadasaude

Conheça os principais indicadores de desempenho na área da saúde

Os indicadores de desempenho são ferramentas que ajudam a instituição a avaliar suas métricas, mapeando a saúde do negócio. Eles oferecem parâmetros mais seguros na hora de saber se o empreendimento está no caminho certo e ajudam a traçar novas estratégias para alcançar os objetivos da instituição. 

Também chamados de Key Performance Indicators (KPIs), os indicadores são de suma importância no campo da saúde, ajudando profissionais a terem um olhar pautado em dados quantitativos, permitindo uma análise além do feeling e, consequentemente, ajudando clínicas e hospitais a alcançarem resultados melhores. 

Neste artigo, vamos explicar melhor a importância dos indicadores de desempenho na área da saúde e mostrar alguns dos mais importantes. Quer saber mais? Continue lendo!

Entenda a importância dos indicadores de desempenho na área da saúde

Os indicadores (ou KPIs) atuam identificando os pontos fortes e fracos da instituição de saúde. Por meio de uma análise sistemática, eles medem o índice de desempenho de determinada ação implementada. Na prática, são eles que dizem o quanto determinada estratégia traz (ou não) benefícios para a clínica. 

Dessa forma, os indicadores de desempenho na área da saúde ajudam a analisar, de forma metódica, as métricas da instituição — se a aplicação de recursos é eficiente, se a qualidade do serviço prestado é satisfatória, se o resultado financeiro é condizente com o investimento empregado etc. 

Essa avaliação de desempenho ajuda na tomada de decisão, dando um embasamento mais preciso na hora de traçar novas estratégias, instruindo onde a clínica deve concentrar seus esforços, promovendo melhorias contínuas e, consequentemente, garantindo resultados melhores. 

Os indicadores de desempenho podem ser separados em dois grupos: índices de conquistas de saúde e de retornos financeiros. Confira, abaixo, alguns exemplos e veja como eles se relacionam com a sua clínica!

Descubra quais são os indicadores relacionados às conquistas de saúde

Taxa de satisfação dos clientes

Saber o grau de satisfação dos clientes é essencial para descobrir se a clínica está no caminho certo. Uma clínica que, por exemplo, oferece resultados insatisfatórios ou tem um atendimento ruim, tem grandes chances de perder clientes e sofrer impactos financeiros negativos. Em longo ou médio prazo, pode até fechar as portas.

Além do atendimento e da qualificação dos profissionais, a infraestrutura e a localização do empreendimento também são fatores que podem levar à insatisfação dos clientes. Lugares afastados ou de difícil acesso, ou, ainda, pequenos, sem ventilação adequada, resultam em uma má experiência.

Outras causas relacionadas, que também podem ser tomadas como indicadores de desempenho, são:

  • alto tempo de espera;
  • má higienização do ambiente; 
  • equipamentos obsoletos, pouco eficientes ou, ainda, a falta de equipamentos;
  • má organização no agendamento. 

Para medirem o índice de satisfação dos clientes, algumas instituições fazem uma pesquisa de opinião, sugerindo aos pacientes que preencham um formulário na recepção, avaliando o atendimento e deixando críticas e sugestões. Esse tipo de pesquisa também pode ser feito por meio eletrônico, mediante e-mail e mensagens eletrônicas ou, ainda, por meio do aplicativo da clínica, caso haja um.

Uma forma quantitativa de medir o índice de satisfação dos clientes, obtendo resultados mensuráveis, é por meio do Net Promoter Score (NPS). Aplicado à área da saúde, o método calcula a taxa de pacientes que estão dispostos a recomendarem a clínica e correlaciona essa informação com o índice de satisfação dos clientes. O método pode ser aplicado tanto por meio da pesquisa de satisfação tradicional quanto por meios eletrônicos. 

Quantidade de retorno

Medir a taxa de retorno dos pacientes é outra forma de verificar a satisfação do cliente sobre o serviço prestado. A retenção e a fidelização do usuário indicam que a clínica está indo pelo caminho certo. Por outro lado, o não retorno ou a interrupção de tratamentos podem indicar a necessidade de rever os processos internos da instituição. 

Para medir o índice de retorno, é importante manter um cadastro de pacientes. Softwares especializados, ou, ainda, um programa de Excel podem averiguar o índice de retorno no histórico e elaborar gráficos que mostram, por exemplo, o número de pacientes que retornaram para dar continuidade ao tratamento, que voltaram à clínica buscando outro tipo de serviço e/ou especialidade ou, ainda, que nunca retornaram. 

Número de novos pacientes

O número de novos pacientes também é um importante indicador de desempenho. Para verificá-lo, é preciso levantar o número de novos clientes em um determinado período de tempo (um mês, por exemplo). O ideal é que o índice aumente com o passar do tempo. Caso a taxa de novos clientes seja decrescente, é preciso investigar. 

Quantidade de pacientes que não comparecem às consultas

O cancelamento da consulta, sobretudo de última hora, costuma ser um problema para a clínica. Caso a instituição não consiga encaixar outra consulta no horário, além de comprometer a agenda, a prestadora de serviços também perde os recursos que mobilizou para aquele atendimento, como profissionais e equipamentos.

O alto índice de absenteísmo gera um impacto financeiro negativo na clínica, além de atrapalhar o fluxo de atendimento. Para evitá-lo, com o uso da tecnologia, algumas medidas podem ser tomadas — por exemplo, a utilização de mensagens para enviar lembretes aos pacientes e confirmar previamente as consultas. 

Confira os indicadores relativos aos retornos financeiros

Faturamento da clínica

O faturamento da clínica é um dos maiores indicadores de desempenho na área da saúde. Ele é o resultado de várias ações e estratégias e é, basicamente, o que define se a clínica está apta a continuar operando. Esse indicador ajuda a encontrar pontos nos quais os recursos podem ser mal empregados, ajudando na diminuição de custos.

Retorno sobre o Investimento

O Retorno sobre o Investimento (ROI) busca mensurar a eficiência de determinado investimento, relacionando-o à quantidade de dinheiro que retornou para a instituição de saúde, com base nos recursos utilizados para esse fim. 

Por exemplo, se a clínica investe em publicidade, o valor que ela lucra com novos clientes, em curto e médio prazo, precisa ser maior que o dinheiro empregado na campanha de marketing. Ações que não geram retorno financeiro devem ser repensadas. 

O uso de espaços compartilhados é uma excelente forma de reduzir os custos de uma clínica de saúde. Além disso, a utilização desses espaços também contribui para a captação de novos clientes e ajuda a sanar problemas em relação à localização e à infraestrutura, auxiliando alguns indicadores de desempenho a melhorarem seus resultados. 

Assim, vimos como os indicadores de desempenho na área da saúde são importantes. Eles mensuram a qualidade da clínica, bem como analisam a sua saúde financeira, mostrando pontos fortes e fracos e dando suporte para traçar novas estratégias. Também entendemos como o uso de espaços compartilhados pode ser uma boa opção para melhorar os indicadores de desempenho. 

E aí? Gostou do nosso conteúdo? Então, compartilhe-o nas redes sociais e ajude a informar mais profissionais da saúde sobre a importância dos KPIs! 

Inscreva-se e saiba sempre que um novo conteúdo for lançado aqui no blog!

Compartilhe este conteúdo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print
Shopping Basket
WhatsApp chat